Como foi participar de uma autentica Black Friday!

Acabei de voltar de férias, passei 20 dias em Orlando me apaixonando pelos parques, comidas, paradas, shows e, como não poderia ser diferente, pelas compras. Essa foi a quarta vez que estive na terra do Mickey, mas em relação as compras, nenhuma viagem foi tão diferente quanto essa, principalmente porque participei da black friday.

Já faz um tempo que o Brasil tenta imitar a bendita sexta dos descontos imperdíveis, mas vivenciando esse dia nos Estados Unidos, percebo que não chegamos nem perto. Inicialmente minha intenção não era fazer compras nesse dia (tava com medo da reputação de horas na porta pra se estapear por alguma coisa, ainda mais porque não queria nenhum eletrônico, que diz a lenda, ser o que mais compensa nesse dia) mas sem querer acabei no meio da galera.

No meu roteiro, o dia de compras foi planejado pra três dias antes do Thanksgiving, porem uma chuva não planejada acabou mudando tudo de ultima hora. Fui fazer compras em outro dia e não consegui visitar tudo que queria, aí algumas lojas ficaram para outros dias, depois dos parques da Universal que fechavam mais cedo.imagem 1 autentica black friday

Na própria quinta, dia 27, saí do parque e resolvi ir ao Outlet Premium da International Drive, já que era bem próximo e eu teria duas horas pra aproveitar as compras antes da multidão chegar depois de fatiar o peru pra ficar na fila pelos descontos do dia seguinte – pelo menos, era o que eu achava-. Cheguei lá e comecei minhas compras pelas lojas que eram minha prioridade, até que as 11 horas se aproximaram e comecei a correr como doida pra conseguir ter tempo pra tudo. Quando o relógio marcou 23h eu estava na Victoria’s Secret com os braços cheios de sutiãs e calcinhas e achei estranho que a loja continuava bombando e de portas abertas. Sai de lá e como quem acaba de vestir uma capa da invisibilidade e pulei pra loja do lado antes que as portas se fechassem. Na saída percebi que nenhuma porta se fechou e que o outlet estava mega lotado. Aí comecei a andar com calma e entrar em todas as lojas que faziam meu coração acelerar.imagem 2 autentica black friday

Nesse momento ocorreu um movimento muito engraçado, e depois de rir da cara dos outros, me juntei a eles como a mais feliz das crianças quando abre um presente de aniversario (que tinha sido oito dias antes, então me considerava ganhando um presente atrasado). A maioria das pessoas não estavam mais carregando sacolas, mas sim malas!! E não era aquela malinha teoricamente pequena que tem gente que teima em socar nos bagageiros do avião, mas sim as mega malas, das maiores que você pode colocar até uns 35kg se souber arrumar direitinho. Tinha gente que não se contentava com uma, mas com duas ou quem sabe três, alem do combo mala + sacolas! No começo dei muita risada, afinal, era meio cômico ver tanta gente levando as malas pra fazer compras, mas com o passar das lojas, percebi que eles tinham razão e corri em busca de uma nova companheira de rodinhas pra me ajudar no processo, afinal, eu só tinha levado uma, então podia me dar ao direito de voltar pra casa com duas sem dor de cabeça.imagem 3 autentica black friday

Não sei se vocês lembram de uma época em que os shoppings de São Paulo abriam as portas na madrugada do dia 23 para 24 de dezembro e os corredores pareciam verdadeiros formigueiros abarrotados (sim, desde a adolescência eu já era fascinada por compras, mesmo que fosse a dos outros). Aquela noite no Outlet me fez lembrar dessas aventuras, só com uma pequena diferença: lá as coisas realmente são baratas!!

Então as duas e meia da manha eu fiquei cansada e percebi que minhas finanças também se esgotaram da brincadeira. Mesmo com comidas gostosas, musica alta pra animar e um verdadeiro paraíso para os apaixonados por compras, era hora de voltar pra casa, ou no caso, pro hotel!imagem 4 autentica black friday

Antes de sair dei mais uma espiada na situação e descobri que aquilo duraria a noite toda e o dia inteiro, até as 23h do dia seguinte. É, eu não aguentaria meeeeesmo até o fim, ainda mais porque algumas horas depois tinha parque outra vez. Pra terminar com mais umas risadas, peguei duas americanas brigando pela minha vaga no estacionamento.

Enfim, valeu muito a pena participar! Claro que as numerações acabaram, nem sempre tinha o que a gente procurava e tava tão lotado que até desisti de entrar em algumas lojas como a Coach que estavam com fila na porta de umas 50 pessoas. Mas foi muito positivo, comprei muita coisa boa e gastei muito menos do que imaginava. Dá próxima vez que eu estiver por lá na Black Friday, com certeza vou reservar uma madrugada planejada para as compras!

Tem muita coisa que ainda quero contar sobre compras em Orlando, desde a viagem em si até bons achados e algumas coisas que não valeram a pena, mas não tinha como não começar os posts pós férias com outro assunto que não fosse eu no meio da madrugada empurrando uma mala de rodinha grande dentro de um shopping!

 

PS: não tirei muitas fotos porque não sabia como seria a reação das pessoas e também porque eu tava empolgada demais pra fotografar! =P

Uma ideia sobre “Como foi participar de uma autentica Black Friday!

  1. Pingback: Preparação para a Black Friday | Compras com Estilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *