Arquivo da tag: compra

Comprar da China

Ultimamente a galera vem amando comprar coisas da China, o que tem de site chinês entregando aqui é pra deixar qualquer um tentado. Ainda mais em tempos de crise, a gente pensa mesmo em usar o Ali Express pra economizar uma grana. Mas e aí, será que vale a pena??imagem 1 compra da china

Conheço os dois lados da moeda, tanto de pessoas que tiveram experiências ótimas, quanto de situações terríveis pra deixar qualquer um irritado. Então, no geral eu diria que é uma roleta russa e o preço por pagar pouco é correr o risco.

Mas quando falamos de compras inteligentes, que duram bastante e se pagam conforme são usadas, temos que pensar um pouco mais, porque aquele velho ditado do barato sair caro é absolutamente verdadeiro. Então vou fazer uma listinha dos prós e contras, aí é por sua conta e risco…

Prós:

– preço baixo

– copia de marcas famosas (pra mim isso não é bem uma vantagem, mas muita gente gosta)

– às vezes dura

Contras:

– prazo de entrega extremamente longo

– nem sempre chega exatamente o que você compra

– qualidade ruim

– trabalho escravo

– às vezes o produto não chega

– durabilidade curta

– tamanhos muito diferentes dos nossos

Enfim, não é o tipo de compra que eu aconselho, principalmente pra itens que podem ser duráveis e merecem um pouco mais de investimento (não só financeiro, mas também de material, acabamento, mão de obra e design), mas se você está tentado a trazer algumas coisinhas desses sites lá do outro lado do mundo, desejo boa sorte!

 

Fonte: artista desconhecido

Gastar muito é ruim?

Na grande maioria dos meus trabalhos, os clientes me perguntam o quanto devem gastar com suas roupas. A minha resposta é simples: gaste o que puder, nem mais, nem menos. Digo isso pelo fato de que investir em peças boas é um ótimo negocio, mas só se você está no momento financeiro que permita isso, ultrapassar os limites nunca é uma boa escolha.

Do lado oposto aos que perguntam se devem abrir mão de outras coisas na vida em favor das roupas, existem as pessoas que olham as vitrines de luxo e se escandalizam com os preços cobrados por um vestido, um terno, uma bolsa ou um relógio.imagem 1 gastar muito é ruim

Uma vez ouvi de um cliente que se ele tivesse um amigo que mostrasse que comprou um relógio de 500 mil reais, ia romper a amizade por achar aquilo absurdo. De fato é um valor astronômico e inimaginável pra grande parte das pessoas para ser gasto em um relógio.

Mas ainda assim, não julgo mal quem faz esse tipo de escolha. Apesar de ser uma peça totalmente extravagante e do ponto de vista pratico ser realmente desnecessária, afinal, ninguém precisa de um relógio desses, assim como milhares de outras coisas caríssimas que encontramos em muitas lojas.  Quem opta por comprar uma peça de extremo luxo, busca produtos de excelente qualidade, design único e se identifica com o conceito da peça ou da marca. Quem compra peças nesse estilo, com certeza não está se endividando pra adquirir o bem, e é aí que está a diferença.

Esse exemplo foi bem extremo, mas acontece com valores bem menores, que se encaixam na categoria de luxo e provocam diversas reações e duvidas a respeito dos próprios produtos e de quem os consome.

Acho que todos nós trabalhamos para poder viver da melhor maneira possível e ter direito a alguns luxos – que pode ser um produto caro ou um sorvete calórico na sexta a noite- então não é ruim gastar com algo que te faz feliz, desde que isso não prejudique outras áreas da sua vida.

 

PS: Foto do facebook da IWC

Dica do 3

Passear no shopping e olhar vitrines sempre é uma tentação!! Muitas vezes ficamos tentadas naquela clássica compra por impulso. A peça é incrível, diferente, super na moda, tendência, a vendedora disse que ficou linda e você acaba levando. Aí chega em casa, olha pra roupinha nova e pensa: com o que eu vou usar isso?? Final da historia, a peça “must have” fica encalhada no armário e você não consegue usar, até que cansa da cara dela e resolve doa-la com etiqueta e tudo.

Aposto que muita gente se identificou com o texto acima. Mas existe uma dica ótima pra ajudar nessas compras malucas e evitar que elas virem tralhas sem uso e você desperdice dinheiro e espaço. A dica do 3.imagem 2 dica do 3

Cada vez que você ficar tentada em passar o cartão em troca de uma sacola recheada, pense no numero 3. Você tem pelo menos 3 peças que combinam com essa nova aquisição?? Se a resposta for sim, vá em frente e aproveite sua nova compra, pois ela terá utilidade e poderá te ajudar a compor looks novos. Se a resposta for não, pare e mude de ideia, uma peça que não combina com nada que você tem, com grande certeza nunca será usada e não é uma boa compra.imagem 1 dica do 3

Essa dica não vale somente para as mulheres. Apesar de compra de roupas por impulso ser mais relacionada  ao sexo feminino, os homens também podem pensar na dica do 3 quando quiserem comprar uma peça diferente.imagem 3 dica do 3

Claro que muitas vezes a gente muda de estilo durante a vida e precisa de peças totalmente diferentes. Mas isso sempre é feito de uma forma pensada e com compras coordenadas, o que não é o caso da compra por impulso só porque é tendência e parece ser legal.

 

PS: fotos do Pinterest

Enjoei :P

Quem aqui conhece o Enjoei? Esse nome é bem apropriado para uma espécie de loja online super bem humorada que trabalha com compra e venda de peças novas ou usadas. Com varias categorias e produtos para todos os gostos, esse site é um verdadeiro encontro de achados, compartilhando peças de todo o brasil.imagem 1 enjoei Se você enjoou de alguma coisa, qualquer coisa, pode ser uma roupa, um objeto de decoração, um eletrônico ou até um carro, é só colocar a venda no site e aproveitar para desentulhar a casa e ainda fazer uma graninha extra.

Já do lado do comprador, a variedade de produtos é enorme, dá pra achar praticamente tudo a um preço menor do que nas lojas. Muitos dos produtos são novos, provavelmente aquele tipo de presente que não agradou ou aquela compra por impulso que não teve uso. Muitos pequenos produtores também aproveitam o site e sua fama para expor suas criações. Os produtos usados têm boa qualidade e um descritivo de possíveis defeitos. Dessa forma o consumidor sabe exatamente o que está comprando.imagem 2 enjoei Sempre com muito humor, cada coisinha a venda é descrita com muita criatividade e até arranca umas risadas dos clientes. Por ser um espaço que mistura multimarcas, brechó, loja online e vendedores que são pessoas normais residentes em todo o país, a variedade é grande, mas as vezes a quantidade é limitada, o que garante que a cada nova visita, uma oferta de produtos totalmente diferente.

 

PS: as fotos são do site Enjoei