Arquivo da tag: JK

Talchá

No meio das compras sempre é necessário fazer uma pausa para comer ou beber alguma coisa, então os cafés e restaurantes são bem vindos no roteiro. Geralmente tenho meus favoritos, mas às vezes descubro novidades bem interessantes, como foi o caso de uma reunião da semana passada na Talchá.imagem 1 talcha

No geral não sou fã da bebida, mas achei valido experimentar, ainda mais depois que entrei na loja super fofa e cheia de copos, xicaras e todos os utensílios para preparar e servir chá! O divertido é que todos os sabores estão dentro de caixas e você pode olhar e cheirar para escolher qual vai pedir. Eles são uma mistura de ervas e grãos bem perfumados e fiquei na duvida, mas resolvi seguir o conselho do garçom e fui no mais pedido, o Chá da Nina.imagem 2 talchaimagem 3 talcha

Você pode escolher seu chá quente ou frio e como estamos no verão achei que caia bem um geladinho. Chegou uma jarra bem fofa com um liquido amarelo meio rosado (dependendo de como batia a luz) e o garçom me perguntou se eu queria adoçar a bebida, mas me avisou que lá eles não trabalham com açúcar, mas com syrup, uma calda bem gostosa que os americanos costumam comer com panquecas! Dei um gole e achei que precisava ser um pouco mais docinho, aí foi uma ótima desculpa pra provar esse novo método de adoçar.Chegou uma mini jarra com uma calda verde, coloquei pouco porque fui avisada que era bem doce e misturei no chá, ficou incrível! Me empolguei tanto na conversa que esqueci de tirar fotos 🙁

Nunca fui muito fã dos sabores tradicionais, mas esse superou minhas expectativas, posso dizer agora que gosto de chá! E não é só de bebida que a Talchá sobrevive, eles também tem muitas comidinhas, alguns pratos e outras coisas menores, eu provei um pão de queijo de mandioquinha, super diferente e gostoso. Aprovado, voltarei mais vezes!

JK, o encontro de dois mundos

Logo que fiquei sabendo da inauguração do shopping JK, foi a maior felicidade. Depois, quando a abertura foi adiada por problemas com a prefeitura deu àquela agonia. Mas quando tudo foi resolvido e finalmente as portas foram abertas, nasceu um dos meus shoppings favoritos da cidade.imagem 1 jk, o encontro de dois mundos

Primeiramente sou apaixona pelo design do espaço, simples e totalmente elegante, daqueles lugares que parece que só de entrar já ficamos um pouquinho mais sofisticados. Basta respirar o ar agradável e se deliciar com a vista.imagem 3 jk, o encontro de dois mundos

Mas o que mais me encanta é a mistura de estilos, que deixa o mix de lojas totalmente moderno e atual, mesclando o extremo luxo com marcas mais populares. Tá aí o segredo, que faz sucesso hoje e tem tudo para continuar estourando por anos.

As pessoas aumentaram seu poder de compra, mas também evoluíram seu senso critico e dão valor ao dinheiro e aos produtos adquiridos. Dessa forma, armários bem sucedidos que duram muitas estações são compostos por elementos de luxo combinados a elementos populares. E assim fica a dica pra criar um bom closet, investir no que é atemporal e aproveitar do fast fashion pro que é passageiro.imagem 2 jk, o encontro de dois mundos

Muitos clientes ainda se chocam quando sugiro fazer as compras no JK, pensando na imagem de shopping de pessoas absurdamente ricas. De fato, o primeiro andar é destinado às marcas de alto luxo. Mas subindo as escadas, começamos a encontrar as lojas habituais, feitas para as carteiras de pessoas normais.

Além de ser um lugar encantador, é um ótimo shopping para buscar tendências, ver as novidades, comer em bons restaurantes e renovar as peças do closet, não importa quantos dígitos você dispõe no orçamento. Pois o Jk é o encontro de dois mundos.

 

PS: fotos de artistas desconhecidos

Zara Home

Hoje eu deveria continuar a minha semana de descobertas e falar sobre a Sephora do shopping Paulista. Mas resolvi ficar um pouco mais no shopping Jk e comentar algumas lojas que merecem atenção e visita.

Não chega a ser novidade, já faz parte do shopping desde sua inauguração, mas sempre que entro na Zara Home fico maravilhada com os produtos e acho que está na hora de ter um post sobre ela.imagem 1 zara home

A Zara Home faz tudo que a irmã famosa faz, só que com artigos de cama, mesa, banho e decoração. Pegam a tendência e trazem pro consumidor de uma forma acessível.

O que eu mais gosto é perceber que todos os produtos têm um ar sofisticado, não importa a linha, qualquer peça parece ter sido tirada de uma revista de decoração. Esse tipo de objeto tem grande poder para transformar os ambientes e se tornar o foco do lugar.imagem 2 zara home

Não chega a ser considerado um lugar barato, mas está longe de ser caro, se pararmos para analisar os produtos, o custo x beneficio com certeza compensa.  Pra quem está com o orçamento apertado, uma boa dica é fazer aos poucos, mas não deixe de comprar coisas boas por pressa de ver tudo pronto de uma vez. Tudo que está ligado à decoração são objetos duráveis, que se forem conservados com carinho, podem durar anos ou até mesmo décadas, então vale a pena investir e ter um produto legal.

Entrando na loja, dá praticamente pra montar a casa inteira, a Zara Home oferece produtos para salas, quartos, cozinhas, banheiros e até uma linha infantil pra decorar o espaço das crianças.imagem 3 zara home

Tenho minha listinha de favoritos que inclui as peças de banheiro elaboradas e elegantes (já repararam como nossos banheiros geralmente são chatos e monótonos?) e os porta retratos de molduras grandes, que sozinhos já dão conta de dar personalidade ao ambiente. Mas seja qual for sua prioridade no momento, vale a visita.

 

PS: fotos de artistas desconhecidos

Gap Brasil

Depois que visitei as novidades do Iguatemi, continuei o dia de descobertas no Jk. Lá, fiz minha parada obrigatória na Ladurée pra comer meu docinho favorito e depois de recuperar as energias segui a procura da Gap, que tinha aberto as portas dois dias antes. To adorando todas essas marcas chegando no Brasil!

Entrei pela parte infantil e adorei ver os modelos e toda a decoração, daquelas que deixa a gente ainda com mais vontade de ter um baby e levar tudo pra casa. Como por enquanto eu não tenho um, me contento em me perder em meio à fofuras coloridas e estampadas, e guardar as informações para meus clientes.imagem 1 gap brasilimagem 2 gap brasil

Seguindo para a parte adulta, imaginava que seria maior, mas me impressionou na variedade e exposição. Do lado esquerdo fica a parte feminina e do direito a masculina, e podemos achar os famosos moletons e camisetas com o logo da marca, entre outras coisas.imagem 3 gap brasilimagem4 gap brasil

Resolvi testar as modelagens e levei algumas peças sortidas ao provador para observar o caimento. Não sei se alguma coisa mudou de uns anos pra cá, ou se eu estava num péssimo dia quando provei as roupas uns dois anos atrás nos Estados Unidos e não gostei de nada, mas as peças que vesti aqui no Brasil em grande maioria foram aprovadas. Principalmente um vestido que não dei grande importância no cabide e quando coloquei no corpo vi o quanto era sensacional. Por isso sempre falo que é fundamental experimentar, no corpo, tudo é diferente.

Sei que a maior curiosidade de todo mundo é o preço. Vale a pena? Sim, se comparado ao mercado brasileiro. Custa o mesmo que lá fora? Claro que não, tudo que chega aqui é mais caro pelos altos impostos que o nosso governo cobra. Mas ainda assim é competitivo com outras marcas gringas como Zara.

Pra finalizar, tenho que elogiar a equipe. Todos foram muito atenciosos, pegaram numeração, se ofereceram para ajudar em inúmeros momentos e até queriam saber minha opinião, se eu estava gostando da loja, das peças e da decoração.

Só posso dizer que foi super aprovada e pretendo acompanhar de perto os passos da nossa primeira Gap.

 

PS: Fotos do Facebook do Shopping JK.