Arquivo da tag: passeio

Espaço Perfume

Vocês devem ter reparado que semana passada ficou sem post, o motivo: eu estava de férias. Todo ano eu tiro uma ou duas semanas em novembro pra curtir a vida e meu novo ciclo com idade nova. Esse ano, com a crise e as moedas estrangeiras nas alturas, não rolou viagem, mas fiz muitos passeios por SP e descobri lugares incríveis, que muitas vezes conhecemos no outro lado do mundo, mas não visitamos do lado de casa. Um passeio que me surpreendeu muito foi o Espaço Perfume.imagem 1 espaço perfume

Pra quem não conhece, o Espaço Perfume é um museu pequenino dedicado ao perfume, é claro! Super interativo, divertido e bem conservado, não perde em nada para as exposições internacionais.

Com dois corredores em ordem cronológica, podemos acompanhar toda a historia dos perfumes, desde 4000 anos A.C. até os dias de hoje. São muitas curiosidades apresentadas em fatos e muitos vidros de perfume. De um lado vemos os passos dos perfumes no mundo e do outro lado o que aconteceu com eles no Brasil. É muito divertido ver os ícones da moda que fizeram parte do desenvolvimento das fragrâncias ou até mesmo das embalagens dos perfumes. Também tem aquela sensação gostosa e nostálgica de ver o que fomos usando ao longo da vida.imagem 2 espaço perfumeimagem 3 espaço perfumeimagem 4 espaço perfumeimagem 5 espaço perfumeimagem 6 espaço perfumeimagem 7 espaço perfumeimagem 8 espaço perfume

Além desses corredores, rola todo um processo multimídia, cheio de imagens, sons, e, como não poderia ser diferente, aromas. Lá é possível relembrar as campanhas, saber a origem e até o estilo do perfume.  Tem uma parede só com fracos famosos em uma espécie de tabela colorida, que classifica todos os nossos amados perfumes, então podemos descobrir ao certo em que categoria se encaixam dentro de cítrico, floral, madeira X doce, romântico, exótico e mais um monte de estilos.  E pra quem fica meio perdido com todas essas classificações, dá pra apertar um botão no painel e sentir o cheiro de alguns estilos.imagem 9 espaço perfumeimagem 10 espaço perfume

E pra completar, no segundo andar tem uma pequena exposição sobre os vidros dos perfumes, onde podemos observar, ler as curiosidades, tocar em algumas embalagens e até criar seu próprio frasco de perfume no computador.imagem 11 espaço perfume

Foi minha primeira visita ao Espaço Perfume e me surpreendi bastante, é um ótimo passeio pra quem se interessa pelo assunto e não custa nada pra entrar. Pra quem não conhece, vale a pena tirar uma horinha de um dia tranquilo e passear por lá, que está de portas abertas em perdizes, em frente a Faculdade Santa Marcelina, até nos domingos e feriados.

 

PS: todas as fotos são minhas, inclusive peço desculpa pelo foco, brilho e posição de algumas, a iluminação do Espaço Perfume é ótima para ver ao vivo, mas gera muito reflexo e sombras através das lentes de um celular.

O que atravessamos a fronteira pra ver também está aqui

Logo que planejamos uma viagem, já vem em mente um monte de lugares incríveis pra conhecer no destino. Compramos os famosos guias e começamos a montar nosso roteiro personalizado. Enchemos os dias de museus, parques, praças, ruas famosas, monumentos e mais uma infinidade de coisas que está em maior ou menor quantidade na programação dependendo do gosto de cada um.

Eu gosto bastante de visitar lugares a céu aberto quando viajo, acho a energia gostosa e sempre me encanto com a natureza e arquitetura dos espaços.  Sempre que passo por lugares desses, penso: “como seria bom ter algo assim perto de casa”. Acontece que tem. Existem lugares muito legais por aqui, mas nós nunca paramos pra conhecê-los.

Claro que nunca é exatamente igual, pois cada cidade tem sua cultura e seu charme especial. Mas aqui em São Paulo existem muitas coisas que merecem ser vistas e eu comecei o plano de visitar aqui tudo que vou ver lá fora.

Comecei por um lugar que vi fotos na internet e achei maravilhoso, mas nunca tinha colocado meus pés nele, o Jardim Botânico!imagem 1 jardim botanico

O lugar é uma graça e me apaixonei profundamente por ele. Um espaço amplo e bem cuidado, cheio de arvores, plantas, lagos e um visual delicioso. Como estamos no meio do inverno, não tinham muitas flores, mas pretendo repetir o passeio na primavera.

Calmo e tranquilo, é um espaço muito gostoso pra passar um dia de sol –tive a sorte de pegar sol, mesmo com o frio- e fazer um picnic, andar com a família e até sentar na grama e curtir a companhia da natureza, dos amigos e até a sua própria. Não existem palavras que descrevam bem as imagens que vi, por isso nada melhor do que vocês verem as fotos que tirei!imagem 2 jardim botanicoimagem 3 jardim botanico

Além do espaço aberto, existe uma trilha que leva a nascente do rio Ipiranga, que no momento está bem sequinha. Uma estufa com algumas espécies de plantas (essa parte não estava muito bem cuidada) e um pequeno museu com as sementes, folhas e curiosidades da flora.

Lá não é um espaço pra esportes nem animais, pra manter a segurança e tranquilidade no local. Mas é permitido fazer coisas que dificilmente conseguimos em outros parques da cidade, como montar um picnic com musica, desde que seja num volume que não atrapalhe os animais que vivem no local. Curtir um momento tranquilo com a família e os amigos, ou até tirar fotos especiais. Nas quatro horas que estive lá, vi pelo menos 5 ensaios com mulheres gravidas.

Outra surpresa que tive no Jardim Botânico foi o restaurante. Só existe um no local, mas a qualidade é ótima. Além de mesinhas a céu aberto, mas como uma leve cobertura de tiras de madeira pra ninguém torrar quando fizer sol, a comida em si é deliciosa, um quilo cheio de opções e bem mais saboroso do que muita comida de shopping ou de rua.

Achei um passeio surpreendente, quando vi as fotos não imaginei que seria dessa forma. Além de tudo é bem econômico, o valor de entrada é 5 reais e o estacionamento 8, então não pesa no orçamento de ninguém.  Dá pra passar um dia inteiro lá curtindo a natureza e dando um tempo da loucura da cidade grande.

Esse foi o primeiro passo do meu plano de conhecer melhor SP, conforme for visitando novos espaços, vou contando aqui no blog!

Um passeio pelo Cidade Jardim

Eu adoro passear e um dos meus locais favoritos pra essa atividade são os shoppings. Muita gente acha que sou meio louca, mas amo visitar os centros comerciais e aproveitar o dia apenas passeando. Isso na maioria das vezes não está relacionado com compras, mas de ver vários dos meus locais de trabalho como outros olhos, de um jeito mais tranquilo e sem procurar nada.

Parece estranho dizer isso, mas nos dias que eu não tenho trabalho, um passeio descompromissado ao shopping me faz mais bem do que ficar em casa assistindo sessão da tarde. Esses dias resolvi revisitar um lugar que eu não ia fazia tempo sem ser a trabalho, o Shopping Cidade Jardim.imagem 1 passeio no cidade jardim

Lembro bem de quando saiu o projeto e de como eu fiquei fascinada com a possibilidade de morar no mesmo prédio de um shopping – doce ilusão dos meus 18 anos em achar que aquilo não custaria uma fortuna, hahaha – mas já fiquei imaginando como seria passar uma tarde ali.

Nesse passeio, puder ver todas as lojas em suas essências, entrar e provar peças só pra ver como é o caimento. Pesquisar coleções e reparar melhor em marcas que eu nem lembrava direito.

Além disso, andar pelos corredores frescos, sentar sob as arvores no canteiro central e comer um lanchinho gostoso também fizeram parte desse momento. O lugar é bem gostoso, mas é bom lembrar que alguns espaços são abertos, o que não é a melhor opção pra dias de chuva, o que não aconteceu naquele dia.imagem 3 passeio cidade jardim

O andar de baixo é o sonho, o paraíso das roupas pra quem não tem limite de cartão de credito. Mas, para pessoas normais que não contam com esse “simples” artificio, só de observar aquelas peças já enche o pensamento de inspirações e novidades, afinal, são daquelas marcas que surgem as inspirações de todo o resto do setor.

Nos andares superiores, vemos um mix de marcas que apresentam clássicos, novidades, estilos e preços variados. Sempre vale a pena entrar e revisitar algumas lojas e conferir suas coleções.imagem 2 passeio no cidade jardim

O passeio foi bem gostoso, e passei algumas horas num tipo de meditação fashion, só observando e curtindo o momento, aproveitando pra me dedicar às sensações e com certeza olhar de um jeito mais amplo tudo que encontro pra vocês nos dias de trabalho!

Reconhecendo Caraguá!

Na verdade é Caraguatatuba, mas já me sinto tão intima da cidade pra chama-lá de Caraguá! Essa praia do litoral norte de SP era o destino de todas as férias e feriados quando eu era pequena. Depois resolvemos conhecer outros lugares e esse local acabou ficando na lembrança. Mas depois de muitos anos resolvemos matar as saudades e fizemos um fim de semana pra relembrar os velhos tempos…

Muita coisa continua igual, como os azulejos do banheiro da casa que sempre nos hospedamos. Outras coisas tiveram uma pequena modificação, mas está lá, do jeitinho que eu lembrava e amava nos anos 90.

Mas toda essa sessão nostalgia também serviu pra ver com outros olhos um lugar já conhecido e indicar praias e espaços pra quem pretende passar um tempo, nem que seja um fim de semana, em Caraguá.

As praias são muito bonitas, mas as bem próximas ao centro acabam ficando lotadas, então a dica é pegar o carro rumo a Ubatuba e parar nas próximas praias encontradas. Uma bem gostosa, diria que é minha favorita, é a Mococa, pois não é muito cheia, tem todos os quiosques e carrinhos necessários pra gente passar o dia comendo os quitutes praianos e o mais importante: o mar é limpo, azul e gostoso de nadar! Sem contar o vento, que é a salvação nesse calor forte.DSC05293

Voltando ao centro no final do dia, sempre tem um por do sol incrível, daqueles que dá vontade de passar horas, só admirando. Mas enquanto vamos aproveitando a vista, o calçadão tem boas opções, como é p caso do Dom Quixote, um bar e pizzaria muito saboroso que fica quase dentro da praia. A comida é ótima e o preço super bom, pagamos 16 reais em uma pizza broto que dá de dez em muita pizzaria famosa em SP.DSC05310

Depois chegamos a pracinha, com a famosa feirinha de praia e um parque de diversão típico da cidade. Lá o que maia agradou foi o sorvete de maquina, daqueles que só encontramos em cidades de praias e podemos escolher entre seis sabores que saem da maquina. Cada dia tem sabores novos com gostinho de infância!

Enfim, tenho um carinho especial por essa cidade, mas recomendo muito pra quem quer curtir o verão em um lugar bonito, gostoso e aconchegantes, vale muito a pena!  Prometi a mim mesma que não vou esperar mais 7 anos pra retornar!

La Bombe

Uns dias atrás, coloquei no Facebook um mini post sobre a loja especializada em bombas, a La Bombe. Muita gente curtiu e comentou, inclusive na minha pagina pessoal, e sempre que conto dessa delicia para alguém a reação é ótima. Então, nada mais justo do que um post dedicado a ela!

A La Bombe é uma patisserie bem discreta, localizada no bairro de Pinheiros. Quem passa na rua, nem se dá conta que existe aquele cantinho delicioso com cara dos cafés de Paris bem ali. Pequena, aconchegante e com mesinhas internas e nas calçadas, é uma ótima pedida para passar um tempo saboreando o que eles fazem de melhor: bombas.imagem 1 la bombe Pois é, eles são especialistas em bombas, e se concentram única e exclusivamente a elas! Logo imaginamos os conhecidos sabores de chocolate, creme e café, mas o cardápio vai muito além desses clássicos tradicionais.

Divididas em três categorias, bombas clássicas, bombas vintages e bombas especiais, os clientes encontram sabores normalmente conhecidos e outros mais raros, como blueberry, damasco e cereja ao champagne.imagem 2 la bombe Além das milhões de opções doces, o que mais chama a atenção são as bombas salgadas! Isso mesmo, lá é possível provar uma bomba salgada, que é feita da mesma massa da bomba doce, porem com recheio de queijo, presunto, tomate seco, palmito e até uma de brie e geleia.imagem 3 la bombe Todas as bombas são fabricadas em 3 tamanhos, 3, 7 ou 12 centímetros e o cliente pode encomendar quantas quiser para eventos especiais ou até mesmo para levar pra casa algum sabor que não está na vitrine no momento.imagem 4 la bombe As bombas doces ficam expostas no balcão, deixando as pessoas com aquela duvida cruel de qual escolher, muitas vezes optando por mais de um sabor. E as salgadas são feitas na hora, basta escolher e esperar alguns minutos.

Ainda não consegui provar todas, mas já deixo pra vocês a minha listinha de favoritas e aprovadas: chocolate, brigadeiro, creme, maracujá, blueberry, café e doce de leite. Das salgadas, só consegui experimentar a de presunto e queijo, é sensacional!

Pra quem quiser visitar, a La Bombe  que conheço fica na Rua dos Pinheiros, 223. Existe também uma loja no Itaim, na Rua Pedroso Alvarenga, 677 (ainda preciso conhecer essa) ambas abertas de terça a domingo das 11h às 20h e de segunda das 11h às 18h.

 

PS: fotos de artistas desconhecidos e do site da La Bombe