Vamos descer do salto?!

Salto é lindo, é chic e é elegante, mas em toda a minha vida só encontrei uma mulher que dizia se sentir confortável de salto e não de sapatos baixos. Até hoje eu me pergunto se esse conforto que ela dizia ter era emocional ou físico, aposto que era psicológico.

Essa semana vimos dois eventos muito sérios sobre o uso de saltos altos: O da garçonete canadense com os pés extremamente machucados por ser obrigada a usar sapatos altos no trabalho. E as atrizes no tapete vermelho de Cannes descalças e com seus saltos grifados nas mãos como forma de protesto.imagem 1 descendo do saltoimagem 2 descendo do salto

O dress code manda usar salto em festas e eventos sociais e corporativos e quem não quer seguir a regra é vista como desleixada. Mulheres, nós conseguimos nos livras dos espartilhos ha muito tempo, como ainda continuamos escravas dos saltos?

Não acho nem que essa seja uma questão apenas de feminismo – pois o dress code corporativo masculino também é uma crueldade no verão – mas sim algo relacionado a aceitação do conforto de mãos dadas com a moda e com a elegância. Nos livramos de muitas “tendências”  dolorosas ao longo da história, está mais do que na hora de descer do salto e abrir os olhos para novas formas de mostrar refinamento em eventos chics, pois nada é mais estupido do que sentir dor em nome de algo que deve trazer felicidade, no caso, a moda!

 

Fonte:

Imagem 1: Facebook de Nicola Gavins

Imagem 2: Instagram @nohangersbarred

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *