Arquivo da tag: bota

Nunca Pensei Especial de Fim de Ano – Look Neve

Hoje é dia daquele look mais basiquinho, super fácil de ter em casa, mas nem por isso menos charmoso e quentinho pra você aproveitar suas férias em lugares gelados.

Nosso casacão de penas da semana continua firme e forte, como eu falei lá no post da segunda, quem mora em um país tropical não precisa ter muitas peças de inverno pesado e no caso de uma viagem pra um lugar de neve, um casaco de penas é suficiente pra te esquentar e criar ótimos looks.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Além do casaco, a bota de matelassê preta e a bolsa média de duas alças dourada já apareceram por aqui. Quando a gente fala em mala de viagem, é impossível e totalmente desnecessário levar uma bolsa e um sapato pra cada dia, dois de cada já é mais que suficiente. A bota de cano alto e sola de borracha é ótima pra manter suas pernas secas e evitar escorregões. Já a bolsa é perfeita pra criar mais personalidade e ponto de cor em meio a peças escuras.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Resolvi aproveitar a nossa querida calça jeans porque é simples e fácil de usar e a gente sempre tem uma no armário. A lavagem clara é pra dar mais destaque perto do preto do casaco e da bota, e a modelagem skinny pra ficar confortável por dentro da bota de cano alto.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

A maior graça nesse look são os acessórios. Escolhi uma luva estampada de onça pra deixar o visual mais divertido. A mesma estampa aparece de uma forma bem sutil no protetor de orelha, que pode parecer um exagero, mas ajuda muito em temperaturas negativas. Eu sempre aconselho a não usar com brinco, porque os dois juntos acabam espetando o seu pescoço.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Eu não sei vocês, mas eu já estou morrendo de vontade de viajar com essa semana especial só pra mala de inverno. Amanha tem mais um look por aqui pra deixar essa vontade ainda maior!

 

Fotografado por Rafael Serra

Produzido por Tv Lacuna

Modelo Carol Cury

 

De onde são essas peças?

– Casaco: Zara

– Calça: Seven

– Bota: Zara

– Luva: H&M

– Protetor de orelha: Accessorize

– Bolsa: Kate Spade

Nunca Pensei Especial de Fim de Ano – Mala de Inverno

Bem vindas a mais um Nunca Pensei, nossa serie aqui do Compras com Estilo onde cada semana uma peça é escolhida como principal e aparece em cinco looks diferentes! Estou super feliz em começar o nosso especial de fim de ano, com 4 semanas temáticas e cheias de inspiração pras festas e férias!!

Vamos começar com férias de inverno, pra quem vai aproveitar dezembro e janeiro e viajar para o hemisfério norte e seus países gelados! Essa semana eu vou mostrar como fazer uma ótima mala de viagem e ter looks incríveis sem carregar muita coisa.

A peça da semana é a estrela do frio, um casaco de penas! Esse tipo de peça não é muito comum em armários brasileiros, mas acredite, não existe investimento melhor para temperaturas negativas. Eu sempre recomendo um casaco forrado de penas por dois motivos: Ele é super quentinho e térmico e ele é leve, então você não fica cansada ao final do dia de vestir um casaco pesado, como acontece com as peças de lã.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Uma pessoa que vive num país tropical, mesmo que seja viajante, não precisa ter um armario de roupas de neve, basta um único casaco, que é resistente e impermeável, então dá pra usar todos os dias. Mas como fazer os looks ficarem diferentes estando sempre com o mesmo casaco? Vem ver nossos looks dessa semana e  descobrir que pra malas de neve, um casacão preto de penas, algumas calças diferentes e acessórios coloridos são tudo que a gente precisa.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Comecei com uma calça cinza chumbo skinny, que tem uma trama bem fechada e um tecido grosso, mas ainda assim comporta uma meia calça por baixo se for necessário. Criar looks em camadas é o segredo do alto inverno.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Nos pés uma bota de cano alto e sola emborrachada. Esse tipo de bota é ótimo porque a sola não te deixa escorregar na neve, alem disso, ela protege a sua perna em caso de chuva ou uma pequena atolada no gelo. Escolhi um modelo matelassê pra dar mais personalidade ao look e a falta de zíper está aí pra ser mais pratico de vestir e tirar.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Aqui vocês não estão vendo as blusas de baixo porque elas realmente não importam, leve umas três neutras e confortáveis e use todos os dias, já que elas não vão aparecer muito, no máximo quando você entrar num ambiente fechado com calefação. Mas vamos combinar que quem gosta de viajar pra neve aproveita a magica dos espaços abertos e não passa as férias dentro de shoppings e museus. O mesmo vale para as blusas estilo segunda pele.

Pra deixar o pescoço ainda mais quentinho, uma pashmina cinza mescla pra dar um pouquinho de contraste em tantas cores escuras. Você pode enrolar de varios jeitos (vou mostrar alguns ao longo da semana) e criar novas formas de usar o mesmo look, até quando estiver sem o casacão num ambiente interno.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Continuando nos acessórios, escolhi uma luva de couro vermelha pra dar um ponto de cor no meio de tanto preto e cinza. Ela tem alguns detalhes de tachinhas douradas pra dar ainda mais personalidade ao look. O legal de luvas de couro é que elas são impermeáveis e você pode colocar a mão na neve sem se molhar.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Pra terminar, uma bolsa dourada e de duas alças. Sempre aconselho cores neutras e bolsas leves de tamanho médio, assim você não se cansa e leva tudo que precisa. Apesar de ser chamativo, o dourado é super neutro e uma ótima dica pra quebrar um pouco o preto do casado.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Amanha tem outro look com o nosso casacão pra vocês verem como ele pode aparecer de varias formas diferentes na sua viagem.

 

Fotografado por Rafael Serra

Produzido por Tv Lacuna

Modelo Carol Cury

 

De onde são essas peças?

– Casaco: Zara

– Calça: Zara de novo =D

– Bota: Zara outra vez =P

– Luva: mais uma Zara =)

– Pashmina: H&M

– Bolsa: Kate Spade

Sapato na mala

Quando deixamos de ter ligação direta ou indireta com escolas e faculdades, tirar férias se torna mais tranquilo e fácil em todos os outros meses do ano. É nessa hora que muita gente pensa de fato em suas roupas, no que precisa levar e principalmente como vai fazer tudo caber na mala, então o assunto mala de viagem sempre vem a tona. Achei curioso o fato de ter recebido perguntas de duas clientes sobre a mesma duvida: os sapatos! Quantos e quais levar??imagem 1 sapato na mala

Sapato é maravilhoso e sempre queremos levar todos, pra usar um por dia, mas quando o assunto é viagem, eles são os piores pesadelos das malas, pois ocupam muito espaço. Então não tem jeito, temos que economizar nos pares. Vou contar a historia dessas clientes pra vocês pegarem de exemplo na hora de fazer a própria seleção de sapatos de férias.

A cliente “M” ia passar 25 dias em Orlando em setembro, entre parques, compras e praias. Como lá está calor, é indispensável levar um chinelo e uma sandália rasteirinha para os dias de passeios de gente grande. Mas quando chegamos ao fantástico mundo da Disney, o melhor é voltar a ser criança e colaborar com o seu corpo que vai passar o dia todo em pé e andando, pra isso, não tem nada melhor do que tênis. Considerando que muitos brinquedos molham, é aconselhável levar dois pares, para o caso de não secar de um dia para o outro. No caso de um programa mais chic, um salto pode ser muito útil. E é isso, só isso! 5 pares de sapato pra 25 dias: 1 chinelo, 1 rasteirinha, 2 tênis e 1 salto.imagem 2 sapato na mala

Já a cliente “T” tem um itinerário totalmente diferente, 10 dias na Europa no final de outubro, passando por 4 países. Nesse caso, o foco são as botas, pensando que o outono europeu é, muitas vezes, mais frio que o nosso inverno. É fundamental ter 2 botas na mala (sempre é bom pensar em 2 pares do sapato foco da viagem, no caso de um machucar, molhar, estragar), pra quem tem aquelas botas forradas pra neve, é uma ocasião perfeita pra tirar elas do armário e colocar na mala. Eu também aconselho levar uma sapatilha, pois o tempo é doido no mundo inteiro e nunca se sabe se o clima pode esquentar.  Chinelo sempre é bem vindo em malas pra qualquer destino, principalmente pra ficar no hotel, então, coloque um na mala. Em comum com Orlando, é bom levar um salto no caso de programas mais elegantes, mas dessa vez, um bem fechado e quentinho.  Se a viagem for para um lugar de neve, é importantíssimo escolher sapatos com sola de borracha, que não escorregam.imagem 3 sapato na mala

Em ambas as situações, indiquei 5 pares de sapatos por 3 motivos:

1°: sapato pesa e ocupa muito espaço na mala

2°: com looks coordenados, esses pares são mais do que suficiente. Serio, não precisa de mais.

3°: Na Europa, mas principalmente nos Estados Unidos, comprar sapatos é barato e divertido. Então, com certeza você vai trazer alguns na volta, reserve espaço para eles!

Mas independente de quantos pares forem viajar com você, o mais importante é que eles sejam completamente confortáveis, pra conseguir aguentar o dia todo no pique, porque ninguém merece parar o passeio por causa de dor no pé causada por sapato desconfortável.

 

PS: fotos da Shoestock, Adidas, Havaianas e artistas desconhecidos

Comprar aqui x comprar fora

Quem vai ao exterior sempre faz aquela lista enorme de tudo que vai comprar na viagem e pensa em todos os tipos de itens possíveis pra colocar na mala da volta, desde coisas simples como pasta de dente até os mais desejados eletrônicos. Que as coisas lá fora são mais baratas, isso não há duvida. Mas na hora da compra temos que levar em conta o custo x beneficio de tudo que pretendemos trazer.imagem 1 comprar aqui x comprar la fora

Tirando as viagens que tem como objetivo alguma compra especifica como enxoval de casamento ou do bebe, é importante analisar quanto do nosso tempo vai ser gasto em compras, pra ver se realmente é vantajoso trazer tanto peso que pode sair bem mais caro do que a taxa de excesso de bagagem.

Planejar aquele dia de compras é ótimo, você vai aos outlets e lojas selecionadas em um único dia e aproveita tudo de bom que os gringos tem pra oferecer. Mas quando a busca é por um item para uso na viagem, passar horas caçando um produto no destino pode não valer a pena.imagem 2 comprar aqui x comprar la fora

Roupas para climas frios sempre são um problema pra quem vai ao hemisfério norte no inverno, considerando que moramos em um país tropical e não temos um armário preparado pra temperaturas negativas. Então a bota forrada é um bom exemplo pra explicar essa conta de custo x beneficio.

Pensando na bota forrada que é ótima para neve, nosso primeiro instinto é deixar pra comprar lá, com certeza o preço é mais baixo. Porem pra fazer essa conta do barato é importante lembrar que a primeira coisa que você vai ter que fazer ao sair do aeroporto é correr para uma loja em busca da bendita bota. Mas até sair do avião, passar no hotel pra deixar as malas, comer alguma coisa e chegar a uma loja, o seu pé já virou gelo. Além disso, você não será a única pessoa que estará na temperatura baixa e as opções achadas na parada numero 1 podem ser ruins, como por exemplo a falta de tamanho. Aí você se pega gastando metade do primeiro dia de viagem morrendo de frio e correndo atrás de uma tranqueira de bota, sim, a essa altura já virou tranqueira. Você pode se contentar com um modelo ruim que te machuca e não serve direito ou passar muito tempo caçando a tal bota.imagem 3 comprar aqui x comprar la fora

De qualquer maneira, se você não der sorte de achar no primeiro lugar que procurar, a busca por qualquer produto que você precisa em uma viagem te faz começar tudo de mau humor. Dessa forma, a economia de 300 reais feita no Brasil (no caso da bota) não valeu a pena, pois além do cansaço, você desperdiçou o seu tempo que poderia ter sido usado conhecendo algum lugar interessante e boa parte de uma diária de hotel.

Nesses casos, recomendo totalmente que esse tipo de item seja comprado aqui mesmo, assim você viaja sem transtorno e se preocupa só em aproveitar as compras que realmente valem a pena serem feitas no exterior.

 

PS: fotos de minha autoria e de artistas desconhecidos