Arquivo da tag: mala

Nunca Pensei Especial de Fim de Ano – Look Quase Preto na Neve

Nosso quarto look de viagem pra lugares com neve está total black, ou quase! =)

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

O casacão preto de penas está aqui essa semana pra provar que um único casaco é suficiente em viagens geladas, principalmente pra quem mora em um país tropical e provavelmente só vai usar outra vez uma peça tão quente na próxima viagem.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

A bota de cano longo forrada pra neve também está de volta, pra deixar os pés quentinhos e a prova d’agua! É legal revezar os sapatos nas viagens, assim eles conseguem respirar, têm uma vida útil maior e não te deixam com chulé. Repararam que cada dia a gente usa uma das duas botas que foram pra mala?

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

A calça do dia é de veludo preta, super quentinha e confortável. Adoro esse tipo de tecido que tem elastano e a gente pode rechear de meia calça por baixo e ninguém percebe que viramos quase um charuto de tecidos.

A bolsa dourada que vocês viram aqui durante a semana ganhou folga e hoje temos um modelo preto de alça longa pra usar na transversal. O tamanho médio faz dela uma super companheira pra carregar o necessário. Já o couro mantem tudo seco dentro dela e o brilho bem suave dá um charme extra.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Como vocês viram lá no começo do post, esse look é quase todo preto, então temos uma pashmina branca pra quebrar tanta cor escura e que você pode enrolar de varias formas no pescoço. Outro elemento colorido é o nosso gorro vermelho, que protege a cabeça e tem um ponto cheio de personalidade!

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Amanha temos o nosso ultimo look de neve pra vocês já começarem a arrumar a mala e fazer a contagem regressiva para as férias…

 

Fotografado por Rafael Serra

Produzido por Tv Lacuna

Modelo Carol Cury

 

De onde são essas peças?

– Casaco: Zara

– Calça: H&M

– Bota: Birello

– Pashmina: H&M

– Gorro: Topshop

– Bolsa: Kate Spade

Nunca Pensei Especial de Fim de Ano – Mala pra Viagens Geladas!

Como eu comecei a mostrar ontem, essa semana é todinha dedicada aos looks de inverno pesado e uma ótima forma de ajudar quem está prestes a fazer a mala rumo ao hemisfério norte pra encarar temperaturas negativas. Nossa peça da semana é um casaco de pena preto, que pode e deve fazer parte de muitos looks diferentes nessa viagem.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Ontem vocês viram um look cinza com alguns pontos de cor. Hoje é dia de trazer cores mais fortes e estampas! A calça de hoje é toda trabalhada em tons de verde, com um desenho meio arabesco e cheio de personalidade pra dar mais graça a um look com casacão.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

O mesmo verde da calça também aparece na faixa de cabelo de tricô. Esse tipo de faixa é bem fácil de encontrar por aqui e também lá fora. O interessante desse modelo é que pode ser usado por cima ou por baixo do cabelo, mudando bastante o visual. Além disso, é ótimo pra deixar as orelhas quentinhas!

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Falando em esquentar, a bota de hoje é uma maravilha pra dias extremamente frios, ela é forrada de lã, então protege bem as nossas pernas e os nossos pés quando estamos andando na neve. O legal é que essa bota vende o ano todo no Brasil por um preço bem amigo, lá na Birello, então você não precisa congelar na sua viagem antes de achar botas quentinhas, já dá pra levar na mala e não se preocupar em gastar um pedaço do seu dia num lugar incrível atrás de sapatos apropriados.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Nas mãos eu escolhi uma luva caramelo, que é ótima pra dar um toque de cor quente no look e o tom neutro se encaixa muito bem na estampa e nas outras cores da produção. Essa luva é de couro por fora e de lã por dentro, o que faz dela a sua melhor amiga de dias gelados, já que o couro é impermeável e a lã esquenta bastante, então é a dupla imbatível pra não ficar com frio.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

A bolsa dourada de ontem está aqui novamente porque quando a gente viaja não dá pra levar uma bolsa por dia, então temos que aproveitar a mesma em vários visuais. O dourado traz luz pro look e combina perfeitamente com todas as outras peças, olha que neutro incrível!!

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Amanha tem mais um look diferente com o nosso casacão e mais dicas de como fazer uma mala perfeita pra viagens de frio! E se você quer uma mãozinha pessoalmente, o Compras com Estilo vai até a sua casa te ajudar com a mala! =)

 

Fotografado por Rafael Serra

Produzido por Tv Lacuna

Modelo Carol Cury

 

De onde são essas peças?

– Casaco: Zara

– Calça: Zara

– Bota: Birello

– Luva: H&M

– Faixa: H&M

– Bolsa: Kate Spade

 

Havaianas lisas

Se tem uma coisa que a gente ama no verão é espiar a coleção das Havaianas, cada ano eles lançam umas estampas mais lindas que a outra e por ser um produto barato, é fácil a gente se render a todos os seus encantos, cores e desenhos. Conheço muita gente que faz amigo secreto de Havaiana e até coleção dos chinelos, então guardam no armário uma quantidade enorme de pares.

Depois de observar as coleções de muitas clientes e até o meu próprio habito em relação à elas, percebi que por mais incríveis que sejam as estampas, as mais usadas são mesmo as lisas, já que ficam ótimas com mais tipos de roupas. São as que sempre acabam (ficam tão gastas que podemos dizer que acabam) mais rápido e que as pessoas tendem a repor, por um par igual ou modelo e cor semelhante!imagem 1 havaianas lisas

Uma das maravilhas do verão é poder usar chinelos pra ir a quase todos os lugares, principalmente de fim de semana, e a Havaianas conseguiu criar esse produto com uma cara mais bonitinha, que eles até chamam de sandália – mas pra mim ainda é chinelo, hehe – mas de qualquer forma, é super versátil no guarda roupa e nas malas de verão.

Mas outro item muito presente no verão são as peças estampadas, por isso as Havaianas lisas fazem tanto sucesso, pois são mais usáveis com qualquer roupa, principalmente as versões dourada e cobre, que não limitam nenhuma produção.

Pense na ultima vez que você fez uma mala de verão, qual foi a Havaiana que escolheu levar?? Aposto que pelo menos uma lisa entrou na sua lista, já que é impossível errar um look praiano de verão com uma delas!!

Enfim, são muitas cores tentadoras pra escolher entre  neutras e fortes. Mas da próxima vez que ficar na duvida sobre qual modelo levar, esqueça um pouco as estampadas e escolha uma lisa pra levar pra casa, será bem mais pratico de usar!!

 

Como foi participar de uma autentica Black Friday!

Acabei de voltar de férias, passei 20 dias em Orlando me apaixonando pelos parques, comidas, paradas, shows e, como não poderia ser diferente, pelas compras. Essa foi a quarta vez que estive na terra do Mickey, mas em relação as compras, nenhuma viagem foi tão diferente quanto essa, principalmente porque participei da black friday.

Já faz um tempo que o Brasil tenta imitar a bendita sexta dos descontos imperdíveis, mas vivenciando esse dia nos Estados Unidos, percebo que não chegamos nem perto. Inicialmente minha intenção não era fazer compras nesse dia (tava com medo da reputação de horas na porta pra se estapear por alguma coisa, ainda mais porque não queria nenhum eletrônico, que diz a lenda, ser o que mais compensa nesse dia) mas sem querer acabei no meio da galera.

No meu roteiro, o dia de compras foi planejado pra três dias antes do Thanksgiving, porem uma chuva não planejada acabou mudando tudo de ultima hora. Fui fazer compras em outro dia e não consegui visitar tudo que queria, aí algumas lojas ficaram para outros dias, depois dos parques da Universal que fechavam mais cedo.imagem 1 autentica black friday

Na própria quinta, dia 27, saí do parque e resolvi ir ao Outlet Premium da International Drive, já que era bem próximo e eu teria duas horas pra aproveitar as compras antes da multidão chegar depois de fatiar o peru pra ficar na fila pelos descontos do dia seguinte – pelo menos, era o que eu achava-. Cheguei lá e comecei minhas compras pelas lojas que eram minha prioridade, até que as 11 horas se aproximaram e comecei a correr como doida pra conseguir ter tempo pra tudo. Quando o relógio marcou 23h eu estava na Victoria’s Secret com os braços cheios de sutiãs e calcinhas e achei estranho que a loja continuava bombando e de portas abertas. Sai de lá e como quem acaba de vestir uma capa da invisibilidade e pulei pra loja do lado antes que as portas se fechassem. Na saída percebi que nenhuma porta se fechou e que o outlet estava mega lotado. Aí comecei a andar com calma e entrar em todas as lojas que faziam meu coração acelerar.imagem 2 autentica black friday

Nesse momento ocorreu um movimento muito engraçado, e depois de rir da cara dos outros, me juntei a eles como a mais feliz das crianças quando abre um presente de aniversario (que tinha sido oito dias antes, então me considerava ganhando um presente atrasado). A maioria das pessoas não estavam mais carregando sacolas, mas sim malas!! E não era aquela malinha teoricamente pequena que tem gente que teima em socar nos bagageiros do avião, mas sim as mega malas, das maiores que você pode colocar até uns 35kg se souber arrumar direitinho. Tinha gente que não se contentava com uma, mas com duas ou quem sabe três, alem do combo mala + sacolas! No começo dei muita risada, afinal, era meio cômico ver tanta gente levando as malas pra fazer compras, mas com o passar das lojas, percebi que eles tinham razão e corri em busca de uma nova companheira de rodinhas pra me ajudar no processo, afinal, eu só tinha levado uma, então podia me dar ao direito de voltar pra casa com duas sem dor de cabeça.imagem 3 autentica black friday

Não sei se vocês lembram de uma época em que os shoppings de São Paulo abriam as portas na madrugada do dia 23 para 24 de dezembro e os corredores pareciam verdadeiros formigueiros abarrotados (sim, desde a adolescência eu já era fascinada por compras, mesmo que fosse a dos outros). Aquela noite no Outlet me fez lembrar dessas aventuras, só com uma pequena diferença: lá as coisas realmente são baratas!!

Então as duas e meia da manha eu fiquei cansada e percebi que minhas finanças também se esgotaram da brincadeira. Mesmo com comidas gostosas, musica alta pra animar e um verdadeiro paraíso para os apaixonados por compras, era hora de voltar pra casa, ou no caso, pro hotel!imagem 4 autentica black friday

Antes de sair dei mais uma espiada na situação e descobri que aquilo duraria a noite toda e o dia inteiro, até as 23h do dia seguinte. É, eu não aguentaria meeeeesmo até o fim, ainda mais porque algumas horas depois tinha parque outra vez. Pra terminar com mais umas risadas, peguei duas americanas brigando pela minha vaga no estacionamento.

Enfim, valeu muito a pena participar! Claro que as numerações acabaram, nem sempre tinha o que a gente procurava e tava tão lotado que até desisti de entrar em algumas lojas como a Coach que estavam com fila na porta de umas 50 pessoas. Mas foi muito positivo, comprei muita coisa boa e gastei muito menos do que imaginava. Dá próxima vez que eu estiver por lá na Black Friday, com certeza vou reservar uma madrugada planejada para as compras!

Tem muita coisa que ainda quero contar sobre compras em Orlando, desde a viagem em si até bons achados e algumas coisas que não valeram a pena, mas não tinha como não começar os posts pós férias com outro assunto que não fosse eu no meio da madrugada empurrando uma mala de rodinha grande dentro de um shopping!

 

PS: não tirei muitas fotos porque não sabia como seria a reação das pessoas e também porque eu tava empolgada demais pra fotografar! =P

Pedindo encomenda pra um amigo viajante

Como vivemos em um país com uma carga tributaria absurda, é completamente normal fazer compras quando viajamos, ou então fazer aquela listinha de encomendas quando um amigo vai ao exterior. Mas muita gente exagera na empolgação de ter produtos que não encontramos aqui ou pagar menos por eles e acaba ficando um pouco folgado com o coitado que vai trazer os pacotes.

Primeiramente, lembre que a viagem é do viajante, e, portanto, a mala também. Não ocupe metade da bagagem do seu amigo com suas coisas. Peça o mais urgente e necessário e deixe o resto pra quando você mesmo for viajar. Não existe nada mais sem noção do que um parente ou amigo que pede pra trazer dois tênis, três perfumes, um computador, um ipad, dois celulares, cinco bolsas e mais um monte de coisas. Em casos assim, quem está viajando tem todo o direito, e até o dever de dizer não.imagem 1 pedindo encomenda pra um amigo viajante

Mas vamos pegar a hipótese de que quem fez a encomenda foi consciente e pediu somente uma coisa simples e pequena. Ainda assim é importante fazer tudo certo e dar o mínimo de trabalho possível pra quem vai trazer o item. Tente comprar pela internet e mandar entregar no local que a pessoa está hospedada, assim poupa o trabalho dela ter que sair pra procurar as coisas.

Se não for possível realizar a compra online, descubra onde a pessoa vai ficar e dê a ela uma listinha de lojas nas proximidades que possam ter o produto. Não a faça ficar rodando a cidade toda em busca de um objeto, o pedido tem que ser pratico, pois com certeza o viajante tem muitos programas pra cada dia e obviamente não está incluso perder uma tarde em busca de uma encomenda de um parente ou amigo.

Pague na hora! Quando fizer uma encomenda, já dê o dinheiro para a pessoa, pois ela não é obrigada a desfalcar o próprio orçamento pra as suas compras. Caso ela diga que só quer receber na volta, pague assim que vocês se encontrarem. Também esteja ciente de que pode haver impostos na chegada ao Brasil, nesse caso, a conta da sua compra é toda sua!

A ultima dica não é de fato uma obrigação, mas uma gentileza pra quem gastou tempo e espaço com um item seu. Quando for pegar sua encomenda, leve um mimo pro amigo que se esforçou pra trazer algo importante pra você.

Quem nunca pediu uma encomenda que atire o primeiro pacote, mas não vamos abusar, bom senso é fundamental! Queria aproveitar pra agradecer o meu amigo Roger, que está viajando e vai trazer um case de ipad mini pra mim!

 

PS: foto do site Hypeness

Pequenos potinhos

Em toda viagem, não importa o tamanho e o local, sempre precisamos carregar uma infinidade de produtos de cuidados diários e higiene. Como cada um desses produtos vem em uma embalagem, quando juntamos tudo grande parte da mala é ocupada por cremes, shampoos, sabonetes, hidratantes e um monte de coisas do gênero.

Não dá pra evitar levar tudo isso, mas dá pra diminuir o espaço que ocupam. Muitos produtos são totalmente usados nas viagens, como é o caso dos shampoos e condicionadores, então precisamos no frasco inteiro.imagem 1 pequenos potinhos

Mas existem muitos itens desses que usamos só um pouco por dia e não precisamos carregar um pote cheio, como os hidratantes de rosto, demaquilantes, adstringentes e varias outras coisinhas que cada um usa diariamente, porem em pouca quantidade.imagem 2 pequenos potinhos

No caso dos produtos de pouco uso, sempre aconselho meus clientes a comprarem aqueles mini potinhos de kit de viagem. Muitos lugares vendem, como a Natura, a Utilplast e até na 25 de março.

Assim conseguimos levar tudo que precisamos e diminuir consideravelmente o tamanho da frasqueira dentro da mala. Já ajuda muito na economia de espaço, ainda mais agora que não podemos mais levar líquidos na bagagem de mão.

Cinto de mala

Viajar sempre dá trabalho, se for por um período longo ou um lugar distante, temos que pensar em um monte de detalhes que parecem bobagem, mas podem facilitar bastante a vida dos viajantes. Dentre os inúmeros acessórios criados para viagem, um bem útil é o cinto pra malas.

Principalmente na volta, as malas estão lotadas, algumas até parecem que vão explodir e podemos ver seus zíperes começando a esgarçar. Isso não é exagero, às vezes realmente acontece de ter tanta coisa dentro que o zíper começa a ceder. Raramente isso acaba em desastre, com malas explodindo e voando peças por todos os lados como nos filmes, mas uma pequena abertura pode ser suficiente para algumas peças escaparem, seja pela falta de delicadeza que as bagagens são tratadas ou por um larapio que pode querer se aproveitar da situação.

De qualquer forma, sempre é bom se prevenir. Uma maneira fácil é colocando um cinto na sua mala. Não pensem que eu estou falando dos cintos que as pessoas usam nem de nada improvisado, realmente existem cintos específicos para malas, encontrados nas principais lojas de artigos de viagem.imagem 1 cinto de mala

imagem 2 cinto de malaimagem 3 cinto de malaEles normalmente são bem grossos, com cerca de 5cm de largura e um comprimento enorme, que é possível ajustar de acordo com o tamanho da mala. Super resistentes e com cadeados embutidos nos fechos, eles ajudam a segurar a pressão e manter a mala fechada. Além disso, são ótimas “fitinhas” pra ajudar a encontrar a bagagem nas esteiras.

Organizador de mala

Ainda seguindo com as dicas de malas para viagem, queria contar pra vocês um truque que uso há um ano e tem facilitado muito a minha vida todas as manhas na hora de escolher a roupa do dia nas viagens.

Sempre fui meio neurótica em usar o armário dos hotéis, não tenho total confiança em deixar minhas roupas soltas em um espaço que muitas pessoas têm acesso. Então, sempre que saio do quarto, minhas roupas ficam bem guardadas e trancadas dentro da mala.

Com essa pequena mania, achar o que eu quero todos os dias se tornava bem trabalhoso, principalmente na hora de pegar alguma coisa que estava lá no fundo sem desdobrar e amassar tudo que estava por cima.

Quando conheci os organizadores de mala, foi de fato aquele achado, minhas viagens depois deles foram muito mais fáceis e praticas. Os organizadores, nada mais são do que sacos com zíper, feitos em tnt (deixam a roupa respirar) e com um dos lados transparentes, assim a gente enxerga o que tem dentro.

A utilidade dos sacos organizadores é fazer pequenas malas dentro da mala. O melhor jeito de usar é criar um saquinho para cada tipo de roupa, uma para camisetas, outra para malhas, outra pra casacos e assim por diante. Dessa forma, cada vez que precisar tirar algo da mala, é só achar o saco certo, tirar o que precisa e devolver pra mala sem bagunça.imagem 1 organizador de mala

imagem 2 organizador de malaimagem 3 organizador de malaimagem 4 organizador de malaExistem vários tamanhos desses organizadores, então podemos montar um quebra- cabeça pratico com saquinhos de diversos tamanhos para todos os tipos de peças e viagens , assim também  economizamos espaços. Um bom lugar pra achar os organizadores e dar adeus a desorganização das malas é na Utilplast.

Saco a vácuo

Aproveitei meu momento de arrumar a mala pra viagem pra fazer alguns posts dedicados a esse assunto que pode facilitar bastante a vida de quem pretende viajar. Uma das dicas mais uteis que já recebi sobre malas, foi em um curso sobre personal organizer que fiz no começo do ano, eles me apresentaram os sacos a vácuo.imagem 1 saco a vacuo

Sempre que viajamos, principalmente ao exterior, carregamos muita bagagem e sempre trazemos na volta muito mais coisas do que levamos. Como só podemos carregar 2 malas de 32 quilos em viagens internacionais, alguns truques podem ajudar bastante na hora de otimizar espaços.

Além de toda a tralha extra, as roupas tem o dom de praticamente dobrar de volume quando queremos soca-las de volta na mala. Já perceberam que mesmo em viagens em que não compramos nada, as coisas nunca cabem na mala da mesma maneira que vieram?!

Pra ajudar nessa tarefa e evitar a família toda e os funcionários do hotel sentando nas bagagens pra tentar fecha-las, uma boa ideia é usar sacos a vácuo, que diminuem o volume dos tecidos.

Existem vários tamanhos e modelos de sacos a vácuo, o que eu indico pra viagens é o mais simples, que não precisa de aspirador pra fechar, dessa forma, você não vai ficar desesperada tentando caçar um aspirador de pó no ultimo dia de viagem.

imagem 2 saco a vacuo

imagem 3 saco a vacuo

imagem 4 saco a vacuoOs sacos a vácuo funcionam da seguinte forma: basta colocar a roupa dentro, sem passar da linha indicada pelo fabricante, fechar com o próprio zíper e enrolar na direção certa que as instruções apontam. Pronto, volume super enxuto, ocupando pelo menos metade do espaço anterior, sobrando lugar pra outras coisas dentro das malas!

Sapato na mala

Quando deixamos de ter ligação direta ou indireta com escolas e faculdades, tirar férias se torna mais tranquilo e fácil em todos os outros meses do ano. É nessa hora que muita gente pensa de fato em suas roupas, no que precisa levar e principalmente como vai fazer tudo caber na mala, então o assunto mala de viagem sempre vem a tona. Achei curioso o fato de ter recebido perguntas de duas clientes sobre a mesma duvida: os sapatos! Quantos e quais levar??imagem 1 sapato na mala

Sapato é maravilhoso e sempre queremos levar todos, pra usar um por dia, mas quando o assunto é viagem, eles são os piores pesadelos das malas, pois ocupam muito espaço. Então não tem jeito, temos que economizar nos pares. Vou contar a historia dessas clientes pra vocês pegarem de exemplo na hora de fazer a própria seleção de sapatos de férias.

A cliente “M” ia passar 25 dias em Orlando em setembro, entre parques, compras e praias. Como lá está calor, é indispensável levar um chinelo e uma sandália rasteirinha para os dias de passeios de gente grande. Mas quando chegamos ao fantástico mundo da Disney, o melhor é voltar a ser criança e colaborar com o seu corpo que vai passar o dia todo em pé e andando, pra isso, não tem nada melhor do que tênis. Considerando que muitos brinquedos molham, é aconselhável levar dois pares, para o caso de não secar de um dia para o outro. No caso de um programa mais chic, um salto pode ser muito útil. E é isso, só isso! 5 pares de sapato pra 25 dias: 1 chinelo, 1 rasteirinha, 2 tênis e 1 salto.imagem 2 sapato na mala

Já a cliente “T” tem um itinerário totalmente diferente, 10 dias na Europa no final de outubro, passando por 4 países. Nesse caso, o foco são as botas, pensando que o outono europeu é, muitas vezes, mais frio que o nosso inverno. É fundamental ter 2 botas na mala (sempre é bom pensar em 2 pares do sapato foco da viagem, no caso de um machucar, molhar, estragar), pra quem tem aquelas botas forradas pra neve, é uma ocasião perfeita pra tirar elas do armário e colocar na mala. Eu também aconselho levar uma sapatilha, pois o tempo é doido no mundo inteiro e nunca se sabe se o clima pode esquentar.  Chinelo sempre é bem vindo em malas pra qualquer destino, principalmente pra ficar no hotel, então, coloque um na mala. Em comum com Orlando, é bom levar um salto no caso de programas mais elegantes, mas dessa vez, um bem fechado e quentinho.  Se a viagem for para um lugar de neve, é importantíssimo escolher sapatos com sola de borracha, que não escorregam.imagem 3 sapato na mala

Em ambas as situações, indiquei 5 pares de sapatos por 3 motivos:

1°: sapato pesa e ocupa muito espaço na mala

2°: com looks coordenados, esses pares são mais do que suficiente. Serio, não precisa de mais.

3°: Na Europa, mas principalmente nos Estados Unidos, comprar sapatos é barato e divertido. Então, com certeza você vai trazer alguns na volta, reserve espaço para eles!

Mas independente de quantos pares forem viajar com você, o mais importante é que eles sejam completamente confortáveis, pra conseguir aguentar o dia todo no pique, porque ninguém merece parar o passeio por causa de dor no pé causada por sapato desconfortável.

 

PS: fotos da Shoestock, Adidas, Havaianas e artistas desconhecidos