Arquivo da tag: sapato

Você usa salto alto? Porque?

No post da semana passada eu comentei que durante esse tempo que passei sem escrever, muitas coisas haviam mudado no meu modo de lidar com a vida e com a moda, uma delas foi o salto alto. Nunca fui adepta dos saltos super altos, aqui no meu armário só tinha salto de no máximo 10 cm, mas ainda assim, eles me machucavam. Cada vez mais eu evitava usa-los, por mais incríveis que fossem, porque eu sempre acabava o dia com bolhas nos pés e aquela sensação maravilhosa de pisar no chão que só as mulheres conhecem depois de algumas horas no salto.

Então comecei a pensar porque eu usava aqueles sapatos, mesmo que esporadicamente. E a única conclusão que cheguei foi que eu usava por pura pressão social. Nesses dois anos que eu andei afastada do blog, muita coisa mudou, ainda bem! Agora estamos parando pra observar e entender que não somos obrigadas a nada, nem a depilar, nem a usar make, nem a emagrecer, nem a usar salto, entre tantas outras coisas. Alguns desses novos conceitos de liberdade ainda causam estranhamento na minha cabeça, mas salto com certeza não é um deles. E por trabalhar com moda, o peso dessa imagem de Barbie perfeita é ainda maior, mas deve partir da gente que trabalha nesse mundo, recusar as bizarrices que ele carrega e levar mais leveza e autoestima pras pessoas que consomem tudo isso.

Todo ano eu faço pelo menos duas limpas no meu closet, uma no verão e uma no inverno. Em um desses processos eu decidi que todos os meus saltos altos, sem exceção, iriam embora. Ficaram aqui apenas flats e alguns saltos baixos, gordinhos e de fato confortáveis, que não causam as sensações que descrevi lá no começo do texto. No começo foi estranho, parecia errado desapegar de todos, eu achava que com certeza iria precisar deles e acabaria comprando novos sapatos. Mas segui meu desejo e mandei todos embora. E não é que eles não fizeram falta alguma! Depois desse processo, fui em eventos de trabalho, festas e até casamento, todos eles de sapatilha ou de salto baixo e grosso. Eu simplesmente amei, continuei me sentindo bonita e em nenhum momento precisei sentar ou arrancar o sapato e encapar o pé com band-aid.

Foto dos meus sapatinhos feita por mim

Essa experiencia foi muito libertadora e prometi pra mim mesma que nunca mais terei saltos altos, eu não mereço esse sofrimento e a moda pode ser interessante, divertida e bela sem causar dor e desconforto.

Agora levo esse desafio pra vocês, pensem no motivo de vocês usarem saltos altos, mas pensem de verdade. Se você usa porque gosta e os seus pés já calejaram e não sentem as dores desse glamour, tá ótimo, continue usando e sendo feliz. Mas se você é como eu e só usa porque mulher “precisa” usar salto em determinadas ocasiões, repense esse discurso, você não precisa usar salto se não quiser, nem pra ser mais bonita e feminina e nem pra ser mais elegante. E se alguém no seu trabalho te obriga a usar saltos, converse com eles e mostre que esse conceito está muito ultrapassado.

Moda é um movimento cultural e cabe a ela acompanhar o tempo em que estamos vivendo, felizmente estamos dando um basta em muitas atitudes e comportamentos que nos foram impostos desde sempre, e cabe a nós mostrar que daqui pra frente, só vamos carregar o que nos faz sentido, inclusive o tamanho dos saltos em nossos pés.

Nunca Pensei – Tomboy no Verão!

Hoje também é dia de blusa com a nossa peça dois em um da semana. A mistura do dia foi algo bem casual e simples de usar, a graça está nos acessórios.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

A estampa cheia de folhagens e o decote das costas fazem da nossa blusa uma ótima escolha pro verão. E como nada combina mais com calor do que pernas a mostra, escolhi usar a peça da semana com um short curtinho, que dá pra usar nas férias ou até mesmo na cidade se o passeio for bem informal. Esse shortinho poderia ser de muitas cores, mas eu decidi pelo amarelo por ser uma cor quente e perfeita pro clima do visual.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

A bolsa é off white de alça longa, pra usar na transversal e aproveitar o dia com as mãos livres.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Os mais interessantes são os acessórios, no caso: o brinco e o sapato. O brinco é uma arara dourada com o rabo de pena, nada muito pesado ou chamativo, mas suficiente pra causar impacto. O sapato é o queridinho da estação e uma ótima forma de pegar um look comum e atualiza-lo com a tendência da temporada. Além de confortável, o estilo tomboy chegou de vez no armário feminino e promete ficar muito tempo e desfilar em vários estilos de look.

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Foto Rafael Serra

Pequenas mudanças deixam o look bem diferente e na maioria das vezes nem dá trabalho, é só pensar em peças que você não costuma combinar e ver se elas funcionam juntas.

Amanha temos o ultimo look da semana e a nossa peça multi função volta como vestido, venham ver!

 

Fotografado por Rafael Serra

Produzido por Tv Lacuna

Modelo Carol Cury

Flores by Flowers and More

 

De onde são essas peças:

Blusa: Espaço Fashion

Shorts: Canal

Sapato: Arezzo

Bolsa: Kate Spade

Brinco: Topshop

Vamos descer do salto?!

Salto é lindo, é chic e é elegante, mas em toda a minha vida só encontrei uma mulher que dizia se sentir confortável de salto e não de sapatos baixos. Até hoje eu me pergunto se esse conforto que ela dizia ter era emocional ou físico, aposto que era psicológico.

Essa semana vimos dois eventos muito sérios sobre o uso de saltos altos: O da garçonete canadense com os pés extremamente machucados por ser obrigada a usar sapatos altos no trabalho. E as atrizes no tapete vermelho de Cannes descalças e com seus saltos grifados nas mãos como forma de protesto.imagem 1 descendo do saltoimagem 2 descendo do salto

O dress code manda usar salto em festas e eventos sociais e corporativos e quem não quer seguir a regra é vista como desleixada. Mulheres, nós conseguimos nos livras dos espartilhos ha muito tempo, como ainda continuamos escravas dos saltos?

Não acho nem que essa seja uma questão apenas de feminismo – pois o dress code corporativo masculino também é uma crueldade no verão – mas sim algo relacionado a aceitação do conforto de mãos dadas com a moda e com a elegância. Nos livramos de muitas “tendências”  dolorosas ao longo da história, está mais do que na hora de descer do salto e abrir os olhos para novas formas de mostrar refinamento em eventos chics, pois nada é mais estupido do que sentir dor em nome de algo que deve trazer felicidade, no caso, a moda!

 

Fonte:

Imagem 1: Facebook de Nicola Gavins

Imagem 2: Instagram @nohangersbarred

Fiever

Eu realmente adoro uma novidade, talvez essa tenha sido uma das maiores razões pra escolher ser personal shopper, ver ideias sendo levadas pro mundo através de marcas, serviços e produtos. Sempre fico empolgada com cada lançamento,  e nem to falando da festa de inauguração, mas sim de alguns dias depois, quando as coisas se acalmam e você pode ver de perto, tocar, experimentar e circular sem varias pessoas em volta. Por isso, esses dias eu fui visitar a Fiever, nova marca do grupo Arezzo, que chegou com um conceito muito bacana e diferente.imagem 1 fiever

Quando comecei a ler sobre a marca na mídia, fiquei com a impressão de ser uma loja voltada para tênis – do mesmo modo que a Anacapri é voltada para flats – mas as criações deles são muito mais ousadas e merecem um destaque pela possibilidade 2 em 1 (ou até 10 em 1) explorada na maioria dos pares, não apenas nos tênis.imagem 2 fieverimagem 3 fiever

O estilo é mais street, urbano e moderno. A linha é abrangente e apresenta o já falado tênis, mas também, rasteiras, sandálias, saltos flatforms, birken, espadriles e até algumas mochilas bem interessantes. Mas vou aproveitar pra falar dos modelos multi função, que foram os que mais me chamaram atenção.

Além dos tênis normais, a marca oferece a possibilidade de você comprar os componentes separados, assim, pode escolher uma base (White-sole), que pode ser baixa ou mais alta, uma palmilha e um corpo (upper) pro tênis, que é preso a base por um zíper. O legal é que você pode ter uma sola e vários uppers, não apenas em diferentes cores e estampas, mas também em diversas modelagens. Tem o tênis com cadarço, o cano mais alto, o slip on… Enfim, dá pra ter vários sapatos em um só.imagem 5 fiever

O conceito também é encontrado nas sandálias flats, onde muitos modelos podem ser usados de maneiras diferentes e você vai trocando o estilo com peças presas por botões ou entrelaçadas. Um bom exemplo é a birken que vem com duas tiras e pode ser transformada em gladiadora. Ou a rasteira, que pode ser usada com uma faixa simples ou com uma modelagem maior e cheia de pedras.imagem 6 fiever

A ideia de customizar e construir junto, além de muito criativa, leva aos clientes a possibilidade de usar o mesmo sapato em ocasiões diferentes, de aproveitar melhor um único par, sem ficar com a sensação de usar sempre a mesma coisa. É um jeito de inovar e economizar (que é a máxima do momento) sem perder a graça e a diversão.

A decoração também é descontraída e cheia de personalidade, onde a experimentação é a palavra de ordem e tudo é interativo ou curioso. Até na fragrância futura da loja os clientes podem opinar, existem 3 perfumes que podemos experimentar e uma urna para cada um deles, onde a mais votada será o aroma da Fiever.imagem 4 fiever

Por enquanto só existe uma loja na Oscar Freire, mas acredito que em breve a marca ganhe novos endereços. O produto não é exatamente barato (em media 250 por par), mas vale o investimento. Além disso, a equipe é bem treinada e muito simpática, fui atendida pela Bruna, que me contou sobre todos os modelos, me deixou provar, testar e fotografar sem compromisso de comprar nada.

Originalmente a Fiever é uma marca feminina, mas muitos modelos entram no estilo andrógeno e o White-sole pode muito bem ser aproveitado pelos homens. Chegou a hora de uma temporada sem regras, com conceitos adaptáveis e livre pra ser o que quiser!

 

Fonte: Todas as fotos tiradas por mim na loja Fiever.

Sapatos de fim de ano

Estamos na metade de dezembro e muita gente já está pensando no look de natal e ano novo. É roupa pro dia, pra noite, pra virada e mais um monte de ocasiões especiais, onde a gente sempre dá um jeito de desfilar peças diferentes. Mas uma coisa que se repete com maior frequência são os sapatos.imagem 1 sapatos de fim de ano

Se você já tem seus pares queridos pro final do ano ou vai buscar um novo modelo, não importa. A única coisa que é bom considerar são os tipos de eventos e quantas horas você vai passar com eles nos pés. A gente tem a tendência de querer muito glamour nos visuais natalinos e da chagada do próximo ano, mas vale lembrar que o mais incrível desses momentos é aproveitar com as pessoas, então, não deixe o look impedir que você faça isso.

Em eventos de trabalho é uma boa apostar num salto, mas ele precisa ser confortável e não tem a menor necessidade de ser algo extremamente alto, um salto mediano já dá conta do recado. Se o evento for descontraído, mesmo com a equipe do escritório, as sapatilhas são bem vindas.imagem 2 sapatos de fim de ano

No caso de festa de família e amigos, esqueça o salto, a não ser que você seja uma mulher que realmente se sente confortável com eles. Sapatilhas e rasteiras são ótimas companheiras de momentos longos, agitados e festivos.imagem 3 sapatos de fim de ano

Muitas marcas oferecem modelos super glamorosos e brilhantes mesmo nos sapatos baixos, já que os metalizados são os mais procurados nessa época do ano. Mas como verão combina muito com cores, os sapatos coloridos estão por aí até pra entrar nas simpatias de ano novo.imagem 4 sapatos de fim de ano

Não existe nada melhor pra começar um novo ciclo do que fechar o antigo com muita comemoração e disposição, então pense bem no visual e não deixe que ele acabe com a sua energia. A roupa deve ser sua aliada em todos os momentos, principalmente os mais importantes.

Fonte:

Imagem 1: Instagram Louboutin e Kate Spade

Imagem 2: Instagram Arezzo

Imagem 3: Instagram Corello

Imagem 4: Instagram My Shoes e Anacapri

Machuca muito, mas é tão lindo que uso! Como é que é??

Uma das tarefas de personal shopper é acompanhar de perto o que se passa nas marcas e saber as novidades. Para isso, o Compras com Estilo tem vários meios, um deles é seguir as marcas no Instagram, para ver o que acontece nos dias que não é possível ver ao vivo no shopping.

Ontem estava olhando a rede social de uma marca de sapatos bem conhecida, que postou uma foto de algumas sapatilhas bem interessantes. Até aí tudo certo, até que bati o olho nos comentários das clientes e uma delas dizia: “amo essas sapatilhas, são tão lindaaaas, pena que machuca muito o pé, mas uso mesmo assim!!”  E algumas outras meninas concordavam com o comentário dela, que machucava, mas era lindo, então merecia ser usado…imagem 1 machuca muito

Para tuuudooo! Como é que é??!! Acaba com os seus pés e você continua usando porque é bonito?!! Alguma coisa está muito errada quando as pessoas acham que precisam sofrer pra estar bonitas. Realmente algumas coisas necessárias são um pouco sofridas, mas não é o caso de um sapato que vai ficar o dia todo no seu pé, ainda mais uma sapatilha, que preza pelo conforto.

Todo sapato novo demora um pouco pra se adaptar ao formato do pé, mas existe uma grande diferença da sensação de estar “pegando um pouquinho” enquanto é novo, ou de ser uma tortura que não te permite ficar em pé. No primeiro caso, um band aid por alguns dias resolve. No segundo não tem o que fazer, a não ser procurar outro sapato.

O mercado oferece milhões de modelos de tudo que podemos imaginar, então comprar uma coisa que machuca é um péssimo investimento. Sentir dor e desconforto afeta o seu humor, sua postura e até sua concentração. Optar por algo que vai trazer tantos problemas não vale a pena, por mais bonito que seja.

 

PS: foto de artista desconhecido

Verão com sapatos bem cuidados

Não tem jeito, nesse verão com clima de deserto a gente começa a suar, não tem uma parte do corpo que não transpire quando ficamos por mais de cinco minutos fora de um ambiente com ar condicionado.

É sofrido para nós, mas também para nossas roupas e sapatos. No caso dos calçados, que em grande maioria são usados sem meias quando a temperatura ultrapassa os 30°C, acabam ficando com todo o suor de nossos pés.imagem 1 verão com sapato bem cuidado

Não é raro tirar sapatos dos pés em dias quentes e se deparar com uma sujeirinha que parece uns pelotinhos marrons, isso acontece graças ao nosso suor misturados com impurezas que entram em nossos  pés, até mesmo pelo ar.

É feio, é nojentinho e dá chulé! Então assim que tirar os sapatos, passe um pano unido dentro deles pra remover essa sujeira. Quando mais tempo se demora pra limpar, mais difícil é de tirar.

Desse jeito seus sapatos vão ficar mais higiênicos e por consequência, mais confortáveis pra encarar esse calorão.

 

PS: foto de artista desconhecido

Arezzo arrasando na reforma e no catalogo interativo

Ontem estava com o dia livre, atualizei o blog e as redes sociais como de costume (por acaso comentei da Arezzo no Facebook) e tirei o fim do dia pra fazer minhas compras de Natal, afinal, personal shopper tem que acertar nos presentes!

Fui ao Shopping Morumbi e comecei minhas compras, mas, no meio do meu passeio, a sandália que eu estava usando resolveu se aposentar sem a minha permissão. Tadinha, já estava comigo desde 2008, mas ainda assim fiquei triste e tive que fazer uma pausa pra comprar um sapato novo. A primeira loja que pensei foi a Arezzo.

Quando entrei percebi que a reforma estava concluída e a loja agora está bem maior. Mas meu foco era uma nova rasteirinha, então não dei muita atenção ao resto. A coleção está divina, foi difícil escolher uma, mas nem é disso que eu pretendo falar hoje…

Enquanto esperava pela minha numeração pude perceber que o visual da loja estava diferente e tinha provadores!! Como assim?? Quando a vendedora voltou, ela me contou que a marca investiu na ideia pensando nas clientes que estão em busca de um sapato para uma determinada roupa. Assim, é só levar as peças que agora a Arezzo tem provadores pra você vestir suas roupas e escolher o melhor sapato pra combinar com elas!! Sensacionaaaaal!! Pena que eu estava sem a câmera pra mostrar uma foto aqui pra vocês e meu celular está péssimo pra fotografias.

Mas essa não foi a única surpresa, enquanto estava na fila do caixa, vi o catalogo e comecei a olhar como de costume pra ver as novidades, foi então que a vendedora disse que eu poderia levar um, que ele era interativo e eu poderia criar minha própria lista de favoritos e dar como dica de presentes para as pessoas.imagem 1 areszzo arrasando

Coloquei na bolsa e quando cheguei em casa que entendi o que ela queria dizer, no começo é um catalogo comum, mas no final tem vários adesivos dos sapatos e algumas palavras descritivas como: amei, lindo, quero, para a melhor amiga e assim por diante. A ideia é colar as palavras no catalogo pra fazer a sua própria lista de favoritos. Mas pra deixar a brincadeira mais divertida, vem uma folha de wish list, com 12 espaços pra você colar os adesivos das peças que mais gostou e gostaria de ganhar no Natal. A lista também pode ser usada pra escolher os presentes que serão dados por você.imagem 2 arezzo arrasandoimagem 3 arezzo arrasandoimagem 5 arezzeo arrasandoimagem 4 arezzo arrasando

As duas novidades são super empolgantes, passei um pedaço da minha manha brincando com o catalogo da Arezzo e louca pra ver as peças que novas que vão chegar e levar roupas pra experimentar o look completo na hora de escolher os sapatos!

Sei que muitas lojas da marca estão em reforma, então acho que podemos esperar essas novidades em outros shoppings, mas por enquanto, a do Morumbi está incrível! São pequenas coisinhas como essa que fazem a visita valer a pena!!

Solado metalizado

Com o verão se aproximando, a venda de sandálias rasteiras é enorme. Com certeza é o modelo mais desejado pelas clientes, por serem extremamente confortáveis e frescas para enfrentar os dias quentes.

Um estilo que tenho visto muito nas vitrines são as rasteiras com o solado metalizado, deixando o sapato todo com a mesma cor e com um ar mais elegante.

imagem 1 solado metalizado

Porem essa elegância dura pouco, o acabamento metalizado nas solas dos sapatos é frágil e com o atrito do pé e suor o dia todo, essa “tinta” acaba desbotando facilmente, deixando a rasteira com as marcas dos dedos e calcanhar.

Vamos combinar que é horrível um sapato que a gente consegue ver a sola desbotada mesmo com um pé dentro, dá impressão de desleixo. O que era deslumbrante acaba se tornando feio em pouco tempo, dessa forma, sempre aconselho a minhas clientes a optarem por rasteiras que tenham o solado em couro, assim o produto se manterá bonito e usável por mais tempo. imagem 2 solado metalizado

 

PS: fotos do site da Mr. Cat

Sapato na mala

Quando deixamos de ter ligação direta ou indireta com escolas e faculdades, tirar férias se torna mais tranquilo e fácil em todos os outros meses do ano. É nessa hora que muita gente pensa de fato em suas roupas, no que precisa levar e principalmente como vai fazer tudo caber na mala, então o assunto mala de viagem sempre vem a tona. Achei curioso o fato de ter recebido perguntas de duas clientes sobre a mesma duvida: os sapatos! Quantos e quais levar??imagem 1 sapato na mala

Sapato é maravilhoso e sempre queremos levar todos, pra usar um por dia, mas quando o assunto é viagem, eles são os piores pesadelos das malas, pois ocupam muito espaço. Então não tem jeito, temos que economizar nos pares. Vou contar a historia dessas clientes pra vocês pegarem de exemplo na hora de fazer a própria seleção de sapatos de férias.

A cliente “M” ia passar 25 dias em Orlando em setembro, entre parques, compras e praias. Como lá está calor, é indispensável levar um chinelo e uma sandália rasteirinha para os dias de passeios de gente grande. Mas quando chegamos ao fantástico mundo da Disney, o melhor é voltar a ser criança e colaborar com o seu corpo que vai passar o dia todo em pé e andando, pra isso, não tem nada melhor do que tênis. Considerando que muitos brinquedos molham, é aconselhável levar dois pares, para o caso de não secar de um dia para o outro. No caso de um programa mais chic, um salto pode ser muito útil. E é isso, só isso! 5 pares de sapato pra 25 dias: 1 chinelo, 1 rasteirinha, 2 tênis e 1 salto.imagem 2 sapato na mala

Já a cliente “T” tem um itinerário totalmente diferente, 10 dias na Europa no final de outubro, passando por 4 países. Nesse caso, o foco são as botas, pensando que o outono europeu é, muitas vezes, mais frio que o nosso inverno. É fundamental ter 2 botas na mala (sempre é bom pensar em 2 pares do sapato foco da viagem, no caso de um machucar, molhar, estragar), pra quem tem aquelas botas forradas pra neve, é uma ocasião perfeita pra tirar elas do armário e colocar na mala. Eu também aconselho levar uma sapatilha, pois o tempo é doido no mundo inteiro e nunca se sabe se o clima pode esquentar.  Chinelo sempre é bem vindo em malas pra qualquer destino, principalmente pra ficar no hotel, então, coloque um na mala. Em comum com Orlando, é bom levar um salto no caso de programas mais elegantes, mas dessa vez, um bem fechado e quentinho.  Se a viagem for para um lugar de neve, é importantíssimo escolher sapatos com sola de borracha, que não escorregam.imagem 3 sapato na mala

Em ambas as situações, indiquei 5 pares de sapatos por 3 motivos:

1°: sapato pesa e ocupa muito espaço na mala

2°: com looks coordenados, esses pares são mais do que suficiente. Serio, não precisa de mais.

3°: Na Europa, mas principalmente nos Estados Unidos, comprar sapatos é barato e divertido. Então, com certeza você vai trazer alguns na volta, reserve espaço para eles!

Mas independente de quantos pares forem viajar com você, o mais importante é que eles sejam completamente confortáveis, pra conseguir aguentar o dia todo no pique, porque ninguém merece parar o passeio por causa de dor no pé causada por sapato desconfortável.

 

PS: fotos da Shoestock, Adidas, Havaianas e artistas desconhecidos